quinta-feira, 19 de março de 2015

PERVERSÕES SEXUAIS

Texto de Aloisio Guimarães

As chamadas Parafilias (do grego "para" - fora de - e  "filia" - amor), antes chamadas "perversões", são comportamentos sexuais diferentes dos padrões estabelecidos pela sociedade, onde a principal fonte de prazer não é a cópula, mas de outra forma, objeto ou atividade.
Pessoas com vida sexual normal também são portadoras de parafilias, como uma variação de chegar ao prazer sem que isso seja uma doença. Para que seja considerada patológica, ela deve se manifestar com grande intensidade e de modo  exclusiva, isto é, a pessoa não se satisfaz ou não tem prazer de outra forma.
São dezenas de parafilias. Dentre elas, as mais conhecidas são:
• CLISMAFILIA
É a excitação provocada pela injeção de alguma substância no reto. O brasileiro, na gozação, apelidou esta perversão, quando é masculina, de "Fio terra".
• COPROFILIA
Também chamada Coprolagnia: é a excitação erótica motivada pelo cheiro ou contato com excrementos.
• EXIBICIONISMO
Perversão que consiste em exibir os órgãos genitais para outras pessoas.
• FETICHISMO
È o tipo de perversão em que a paixão não é dirigida a uma pessoa, mais a uma parte dela ou a um objeto que ela usa, tais como calcinhas, sutiãs, luvas ou sapatos, sendo que a pessoa utiliza tais objetos para se masturbar ou exige que a parceira sempre use o objeto em questão durante o ato sexual, caso contrário não conseguirá se excitar e realizar o ato sexual. Os travestis também são designados de fetichistas, por fazerem uso de vestimentas femininas.
• FROTEURISMO
Surgiu do termo francês "frotter", que significa "esfregar" ou "roçar". O froteurista sente um impulso irrefreável de se encostar nas mulheres ou em afagá-las eroticamente em lugares públicos. Isso ocorre mais comumente em locais onde há grande concentração de pessoas, como metrôs, ônibus e outros meios de locomoção públicos. O brasileiro popularizou com "Marcar cartão".
• HIPOXIFILIA
É a atração por teor reduzido de oxigênio, onde se tenta em aumentar o prazer sexual pela diminuição de oxigênio, por meio de um saco plástico amarrado sobre a cabeça ou de alguma técnica de estrangulamento. Muita gente já morreu assim.
• HOMOSSEXUALISMO
A homossexualidade, à exemplo do sexo oral, do sexo anal e da masturbação, já foram consideradas parafílias. Nos dias atuais, são consideradas variações normais e aceitáveis do comportamento sexual, inclusive a Homofobia já é considerada um crime.
• MASTURBAÇÃO
A popular "Punheta" (masculina) e "Siririca" (feminina) é aceitável nos dias atuais embora, para muitos, o seu excesso após a adolescência ou o fato de alguém preferir sempre esta prática, ainda é considerada uma parafilia.
• NECROFILIA
É a atração sexual por cadáveres. O necrófilo procura manter relações sexuais com corpos humanos mortos e há vários casos de que assassinatos foram cometidos para este fim.
• PEDOFILIA
É a perversão mais hedionda de todas. É a atração sexual de adultos por crianças de qualquer sexo. Está muito associado a casos de incesto, ou seja, a maioria dos casos envolve pessoas da mesma família (pais/padrastos com os filhos e filhas). Em geral, se manifesta por meio de toques, carícias genitais e sexo oral, sendo a penetração menos comum. Apesar de ser um crime, o comércio de fotos e filmes pornográficos com crianças tem crescido no mundo, fazendo com que seja efeito e causa do crescimento desse tipo de perversão. Infelizmente, as perversões sexuais são mais comumente vistas em homens e o tipo mais comum é a pedofilia.
• PLURALISMO
Chamado também de Swingue, é o sexo praticado por mais de três pessoas, por um grupo de pessoas. É a verdadeira a sacanagem. No Brasil, é conhecida como "A Festa do Cabide".
• SADOMASOQUISMO
Tecnicamente chamada de Algolagnia, acomete pessoas que só sentem satisfação sexual através da dor, experimentada por ela mesma ou infligida a outrem. O Masoquismo acontece quando a pessoa necessita ser submetida ao sofrimento, físico ou emocional, para obter prazer sexual; e o Sadismo é quando a pessoa sente a necessidade de provocar sofrimento (físico ou emocional) no seu parceiro, para sua excitação e prazer sexual. O Sadomasoquismo também se caracteriza pelo sofrimento psicológico, na humilhação que se pode sentir ou impor. Atos sadomasoquistas só serão considerados parafilias quando forem repetitivos e exclusivos. Ocasionalmente, num relacionamento sexual normal, são aceitos como formas alternativas de prazer, e não uma perversão. Um indivíduo (homem ou mulher) pode ser sádico, masoquista, ou ambos.
• SEXO ANAL
Era considerada uma perversão sexual, principalmente, pelo aspecto higiênico e religioso. Hoje, com a aceitação da homossexualidade em muitos países, vem deixando de ser classificada como uma perversão.
• SEXO ORAL
Era considerada uma perversão sexual, principalmente, pelo aspecto higiênico. "Felação" é o sexo oral praticado pela mulher no homem e "Cunilíngua" é o sexo oral praticado pelo homem na mulher. Como tudo muda na vida, o sexo oral virou "preliminares"; agora todo mundo dá aquela "chupadinha básica"...
• TRIOLISMO
Terminologia surgida do termo "à trois" para denominar o sexo praticado a três. Em resumo: é a tradicional e popular "suruba".
• UROFILIA
Também conhecida como Urolagnia, é a variante da Coprofilia em relação à urina.
• VAMPIRISMO
É a excitação pelo sangue do parceiro ou parceira. Exemplo: Cunilíngua na mulher menstruada.
 • VOYEURISMO
Também chamado Mixoscopia, refere-se àquele que se satisfaz sexualmente em observar, observar pessoas que não suspeitam estarem sendo observadas, quando elas estão se despindo, nuas ou no ato sexual, para obter excitação e prazer sexual.
• ZOOFILIA
Também conhecida como Bestialismo: é o sexo feito com animais, que, em muitos casos, são treinados para isso. Os cachorros que o digam...
- Será que você tem alguma delas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário