sábado, 23 de janeiro de 2016

POEMA ERÓTICO (E ATUAL)

POSTAGEM: ALOISIO GUIMARÃES

Quando eu te encontrar, possuir-te-ei...
Sem pedir licença; levar-te-ei até à cama.
Tocar-te-ei em todo o teu corpo e te possuirei.
Vou te deixar com uma enorme sensação de cansaço e entrega total.
Lentamente, vou te fazer sentir arrepios, fazer-te suar profundamente.
Deixar-te-ei ofegante, tirar-te-ei o ar...
E a tua cabeça pulsará.
Da cama, não conseguirás sair!
E quando eu terminar...
Irei embora sem me despedir,
Com a certeza de que voltarei!
Assinado: “DENGUE”
 
 - Pensou que era outra coisa, né? Adultos só pensam “naquilo”...
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário