sábado, 30 de julho de 2016

BRIGA DE MINEIROS

POSTAGEM: ALOISIO GUIMARÃES
Contam que na cidade de Uberaba, dois mineiros eram reconhecidamente considerados adversários políticos.
Um, da cidade, era "O Coroné" e o outro, caipira, era “O Mineirim".
Certo dia, por ironia do destino, eles se encontraram na única barbearia da cidade. Lá sentados, lado a lado, não trocaram uma só palavra. Os barbeiros temiam iniciar qualquer conversa, pois poderia descambar para discussão, principalmente pela fama de brabo que “O Coroné” tinha. Além da fama de brabo, ele andava sempre armado.
Como trabalharam depressa, para se ficarem livres dos dois inimigos, os barbeiros terminaram a barba de seus clientes, mais ou menos ao mesmo tempo.
O barbeiro que atendeu “O Coroné” estendeu o braço para pegar a loção pós-barba para passar no rosto dele, no que foi interrompido rapidamente, que disse:
- Não, obrigado.  A minha esposa vai sentir o cheiro e pensar que eu estive num puteiro.
O outro barbeiro virou-se para o Mineirim e indagou:
- E o senhor?
- Uai, popassá, sô!  Mia muié num sabe mermo como é cheiro de puteiro. Nunca trabaiô pur lá...
A barbearia está fechada até hoje, para reforma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário