segunda-feira, 4 de julho de 2016

O PARAÍSO

POSTAGEM: ALOISIO GUIMARÃES
 
Os inimigos políticos não perdoam e fazem de tudo para prejudicar a imagem e a administração de seus opositores. Fazer piadas com os seus adversários políticos é um dos passatempos prediletos, principalmente nas pequenas cidades interioranas, onde a disputa pelo poder político da região é mais acirrada. E foi por isso mesmo que, tempos atrás, inventaram que o prefeito de determinada cidade alagoana (vamos chamar essa cidade de "Paraíso"), acompanhado de vereadores de sua base aliada e de todo o seu secretariado, estava inaugurando, com fim eleitoreiro, mais uma daquelas reformas fajutas e superfaturadas que são feitas nas escolas públicas. Como estava próximo do período eleitoral e ele candidato à reeleição, o prefeito determinou que a inauguração teria que ser com toda a pompa, com se a obra fosse a oitava maior maravilha do mundo. Assim, todos os jornais e emissoras de rádio e televisão do estado, recebedores de vultosas verbas municipal, foram "convidadas" e estavam presentes no evento, transmitindo, ao vivo, toda a solenidade.
Após os discursos de sempre, quando os "lambe-botas" aproveitam a ocasião para demonstrar o quanto são "capachos", elogiando o prefeito, e este aproveita para mentir, prometendo fazer muito mais coisas pela localidade, a comitiva das "autoridades" entrou nas dependências da escola...  Ao passarem por uma sala de aula do Jardim da Infância, onde as crianças estavam todos sentadinhas, a diretora da escola, para bajular o prefeito, pergunta aos alunos:
- Onde estão as melhores escolas do Brasil?
- Em Paraíso - respondem todos.
- Onde tem a melhor merenda escolar do Brasil?
- Em Paraíso - responderam as crianças.
- E onde estão os melhores e mais bem pagos professores do Brasil?
- Em Paraíso - respondem todos novamente.
Empolgada, a professora continua:
- Onde é que estudam os melhores alunos do Brasil?
- Em Paraíso - respondem todos mais uma vez.
Tão logo foi dada a última resposta, devidamente ensaiada, um garotinho, lá do fundão, começou a chorar. Aproveitando a transmissão, ao vivo, de rádio e televisão, o prefeito não quis deixar passar a oportunidade de “fazer média” com o eleitorado e vai até o garotinho, acompanhado de todos, imprensa e bajuladores. Após ajoelhar e abraçar o menino, ele pergunta, com aquela voz bem carinhosa:
- O que é que você tem, filhinho?
No que o garotinho respondeu:
- Eu quero ficar aqui, eu quero ir estudar em Paraíso... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário